Discursos, Artigos e Prefácios, uma coletânea comemorativa de Nelson Almeida Taboada

Quando morei na Europa, tive o privilégio de fazer alguns pronunciamentos na Itália, em eventos no Centro Internacional de Aperfeiçoamento Profissional e Técnico da Organização Mundial do Trabalho, com sede em Turim, onde representei o Brasil por delegação da Confederação Nacional da Indústria.

Depois, fiz muitos discursos e palestras, principalmente quando comandei na Bahia o grupo de comunicação dos Diários e Emissoras Associados. Como presidente do Sindicato das Indústrias de Cerâmica do Estado da Bahia, também fiz vários pronunciamentos em conclaves técnicos.

Na época, não havia o computador para se guardarem os discursos que eram registrados em laudas datilografadas, as quais, com o tempo, foram se extraviando e me deixaram sem os textos para que pudesse resgatar essas importantes fases da minha vida profissional.

Na verdade, por nunca pensar que em dia viesse a escrever um livro contendo os meus pronunciamentos, negligenciei na preservação dos discursos e relatórios que elaborei ao longo dos anos.

Somente a partir da fundação da Casa de Cultura Carolina Taboada, em de março de 2008, foi que passei a ter cuidado na conservação do que escrevia. E fui guardando todos os originais no arquivo no meu computador.

Ao se completarem três anos da existência da Casa de Cultura Carolina Taboada, resolvi publicar uma seleção do que escrevi de mais importante, que julgo ser também de algum interesse público, principalmente da comunidade riovermelhense.

Tudo que está escrito no livro ‘Discursos, Artigos e Prefácios, uma Coletânea Comemorativa de Nelson Almeida Taboada‘ se encontra basicamente relacionado com a memória da minha Família, com a Casa de Cultura Carolina Taboada e com o Rio Vermelho, cuja história começou em , com a chegada do náufrago Diogo Álvares Corrêa, o Caramuru.

No Rio Vermelho, bairro de meus avós, de meus pais e de minha infância/adolescência, e onde se encontra o escritório administrativo das minhas atividades empresariais e também a sede da Casa de Cultura Carolina Taboada.

E para comemorar os três anos de fundação da Casa de Cultura Carolina Taboada idealizei o meu livro, que contém nove discursos, três artigos publicados no jornal Folha do Rio Vermelho e as apresentações que preparei para dez dos doze livros editados sob o patrocínio da entidade que presido.

Este livro, o primeiro que escrevo, é, também, um autopresente, pelos meus 70 anos de idade, completados no dia 17 de maio deste ano.

Salvador, agosto de 2011.
Nelson Almeida Taboada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>