Foi notícia (Nelson Almeida Taboada)

Vera Ramos Oliveira, Nelson Carvalho, Valtércio Oliveira, Nelson Taboada e Fabinho à frente

Medalha e emoção na Assembleia

De um lado estava a distinção por ser indicado a receber uma das mais altas honrarias do estado, de outro, a preocupação com uma delicada cirurgia recebida pelo netinho.

A solução foi que o desembargador Valtércio Oliveira, presidente do Tribunal Regional do Trabalho, não pensou duas vezes e resolveu levar o neto recém-operado, Fabinho Oliveira, para dividir com ele a emoção na receber o “Diploma de Cidadão Baiano”, na “Assembleia Legislativa da Bahia”, por indicação do deputado Ronaldo Carleto.

Melhor não poderia ser o momento de comemoração.

O garotinho se entusiasmou junto com a família e os amigos para celebrar a honraria.

Claro que atentamente observado pelo casal Vera Ramos Oliveira e  Valtércio Oliveira, e a enorme turma de amigos que incluía o jornalista Walter Pinheiro, presidente da Associação Bahiana de Imprensa e presidente também da Tribuna, do cronista Nelson José de Carvalho e o mega-empresário Nelson Almeida Taboada.

Fonte: http://www.tribunadabahia.com.br/2014/11/08/coluna-do-dia-08112014-2

Tribuna da Bahia, Coluna do dia 08/11/2014, Valdemir Santana

http://nelsontaboada.com.br/2015/04/13/foi-noticia/

Homenagem a Nelson Almeida Taboada e José Larangeira

09 Jan 2015

Durante almoço no Yacht Clube, na última sexta-feira, com a participação de amigos de diversos setores da sociedade foram homenageados o empresário Nelson Taboada  e o jornalista Antônio José Larangeira. O empresário recebeu o troféu Quem é Quem como Destaque Empresarial do Ano 2014, promoção da sucursal de Feira do Jornal Tribuna da Bahia. Antônio José recebeu as  felicitações pelo seu aniversario (70). Emocionado Nelson Taboada, carinhosamente chamado pelos amigos de “Ministro” agradeceu a honraria recebida e revelou que a guardaria com muito carinho, tanto no coração quanto no seu escritório. Walter Pinheiro, presidente da ABI e Diretor Presidente do Jornal Tribuna da Bahia, saudou os dois homenageados destacando a beleza do evento prestigiado por tantas personalidades ilustres e queridas nos meios sociais, empresariais e culturais, ressaltando como das mais justas as homenagens a Nelson Taboada e a Antonio José. Para esta semana esta programada uma série de homenagens em Feira para Antonio José. Dentre os presentes o vice-presidente do Jornal Tribuna da Bahia, cônsul Marcelo Sacramento e o diretor de redação do Jornal Tribuna da Bahia Paulo Roberto Sampaio.  Na oportunidade,  Antonio José , o “Cavalheiro” confirmou que será do dia 18 de abril a tradicional Feijoada do Larangeira com a participação da Banda Babado Novo e a Turma do Buzu do tio Nelson.

Fonte: http://www.bahiasocial.com.br/galeria.php?id=1636

Nelson Almeida Taboada 3 Nelson Almeida Taboada Nelson Almeida Taboada2 Nelson Almeida Taboadaa Nelson Taboada 1 Nelson Taboada

Nelson Almeida Taboada recebe Diploma de Cavalheiro Emérito do Exército

Entrega de Medalha. Nelson Taboada e outras personalidades foram homenageadas.

Fonte: http://www.bahiasocial.com.br/galeria.php?id=1478

18 Abr 2014

O general José Racine Bezerra Lima, comandante da 6ª Região Militar, realizou sessão solene no auditório do 19º BC, no Cabula. Nelson Almeida Taboada, Paulo Sampaio, Nelson José de Carvalho, José Contreiras e Edson Menezes receberam o Diploma de Cavalheiro Emérito do Exército e o professor Edvaldo Brito a Medalha do Mérito Militar no Grau de Grande Oficial do Exército.

Nelson Almeida Taboada

Nelson Almeida Taboada 1 Nelson Almeida Taboada 2  Nelson Almeida Taboada 4 Nelson Almeida Taboada medalha Nelson Almeida Taboada recebe medalha Nelson Almeida Taboada Nelson Taboada 1 Nelson Taboada Almeida Nelson Taboada Racine e Nelson Taboada

Nelson Taboada recebe Diploma de Amigo do Exército

Fonte: http://www.bahiasocial.com.br/galeria.php?id=1307 
Publicada: 07 Out 2013, Bahia Social

O oftalmologista Vespaziano Santos, o diretor da ABI – Associação Bahiana de Imprensa, Nelson José de Carvalho e o empresário, economista e presidente da Casa de Cultura Carolina Taboada, Nelson Almeida Taboada foram condecorados com honrarias durante a comemoração do aniversário dos 192 anos da Região Marechal Cantuária, promovido pelo comandante da 6ª Região Militar, General Racine Bezarra, no 19º Batalhão de Caçadores. O evento foi prestigiado pelo General Odilon Benzi, comandante Militar do Nordeste.

Nelson Almeida Taboada 1 Nelson Almeida Taboada 2 Nelson Almeida Taboada 3 Nelson Almeida Taboada 4 Nelson Almeida Taboada a Nelson Almeida Taboada NELSON TABOADA AA nELSON TABOADA ALMEIDA Nelson Taboada Nelson Taboada2

200 Anos da Associação Comercial (arquivo Nelson Taboada)

Foi notícia

Nelson Almeida Taboada

No dia 15 de junho de 2011, no Salão Nobre da Associação Comercial da Bahia, como parte da programação do bicentenário da mais antiga entidade da classe empresarial na América Latina, foi solenemente lançado o livro 200 Anos da Associação Comercial da Bahia.

Durante o evento, o presidente Eduardo Morais de Castro entregou ao escritor Ubaldo Marques Porto Filho e ao empresário Nelson Almeida Taboada  uma placa de prata contendo o reconhecimento da Associação Comercial da Bahia ao autor e ao patrocinador da obra que resume a história dos dois séculos da ACB.

A solenidade, no Salão Nobre do Palácio da Associação Comercial da Bahia (ACB), na noite de 15 de junho de 2011, contou com a presença de membros da imprensa, do corpo consular, de associações, de entidades de classe e de diversas autoridades, dentre elas o presidente da Câmara Municipal de Salvador, Pedro Godinho, e o presidente da Associação Bahiana de Imprensa, Walter Pinheiro. Inúmeros empresários, profissionais liberais, diretores, conselheiros e associados da ACB também prestigiaram o evento que foi encerrado com um coquetel após a distribuição gratuita dos exemplares da obra impressa em papel da melhor qualidade. A excelência da editoração eletrônica, executada pela agência Verbo de Ligação Ilustrações, e a qualidade irretocável da impressão, no parque da Press Color Gráficos, foram alvos de muitos elogios.

200 Anos da Associação Comercial da Bahia é a décima obra patrocinada pela Casa de Cultura Carolina Taboada, entidade fundada e presidida pelo empresário Nelson Almeida Taboada, antigo conselheiro da ACB.

Nelson Almeida Taboada

Nelson Carvalho (diretor da ABI), Nelson Taboada e Walter Pinheiro
(presidente da ABI),

Nelson Almeida Taboada 2

Nelson Taboada, Ubaldo Porto e
Eduardo Morais de Castro.

Nelson_Taboada

Álvaro Dantas, presidente do Instituto Genealógico da Bahia, e
Nelson Taboada.

Taboada

Antônio Carlos Freire, Ubaldo Porto, Walter Pinheiro, Nelson Taboada e Nelson José de Carvalho.

Nelson Almeida Taboada_1

Publicitário Sydney Rezende, Antônio Coradinho
(presidente da Câmara Portuguesa), professor Mario Rezende
e Ubaldo Porto.

 

Casa de Cultura Carolina Taboada patrocina livro

Centenário da Paróquia do Rio Vermelho

Capa do livro “100 Anos da Paróquia do Rio Vermelho”

 A Casa de Cultura Carolina Taboada patrocinou a publicação do livro “100 Anos da Paróquia do Rio Vermelho“, lançado no dia 05 de abril de 2013, data da comemoração do centenário desta importante igreja. O livro com 184 páginas, escrito por Ubaldo Porto, conta a história da 16ª paróquia mais antiga entre as 89 existentes no município de Salvador.

O presidente da Casa de Cultura Carolina Taboada, Nelson Almeida Taboada, assinou o prefácio da obra, que traz rica história narrando a origem da Irmandade; a Festa da Padroeira Senhora Sant’Ana; colaboradores importantes no decorrer desses 100 anos; e muitos mais.

Além do lançamento do livro, que aconteceu no Salão Paroquial,  nesta mesma data houve Solene Celebração em Ação de Graças, presidida por Dom Murilo Krieger, Arcebispo da Bahia e Primaz do Brasil.

Versão digital do livro  “100 Anos da Paróquia do Rio Vermelho”, clique aqui.

Prefácio da obra, clique aqui.

Dom Murilo dsc_0028grdsc_0028jpg igreja igreja 2 Nelson Almeida Taboada Nelson Almeida Taboada 2 Nelson Taboada e Dom Murilo Padre Angelo Ubaldo Marques

Mais fotos, clique aqui.

Dia Municipal do Caramuru é celebrado

Link

http://www.tribunadabahia.com.br/2011/10/05/dia-municipal-do-caramuru-e-celebrado

Reprodução Tribuna da Bahia

por 
Roberta Cerqueira
 
Publicada em 05/10/2011 23:04:01
Uma noite voltada à cultura marcou as comemorações do Dia Municipal do Caramuru e Dia do Rio Vermelho, celebrados ontem, na Associação Hispânico-galega Caballeros de Santiago. Caramuru é o nome tupi de Diogo Álvares Correia, náufrago português, descobridor do bairro e co-fundador da cidade de Salvador. Palestras, lançamentos de livros, coquetel e um show folclórico galego integraram os festejos.
“É sempre importante resgatarmos a rica história do Rio Vermelho, um bairro que, inclusive, conta com diversos casarões que constituem um acervo arquitetônico importante na nossa cidade. E, cinco séculos após a sua fundação, o Rio Vermelho se consolidou como um bairro com uma vasta cultura. Portanto, nada mais significativo do que homenagear o seu fundador”, frisou o prefeito João Henrique Carneiro, presente na celebração.O economista e empresário, Nelson Almeida Taboada abriu a noite com a palestra “Memorial Caramuru”, seguido pelo historiador Ubaldo Porto que abordou os “502 anos da Chegada de Caramuru”. A noite ainda contou com a contribuição do presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagem da Bahia (Abav-Ba), Pedro Galvão, com o tema “A Importância do Caramuru no Turismo Histórico”, sendo encerrada pelo presidente da casa, Santiago Campo, com “O Projeto Caramuru”.O deputado espanhol Severino Requera Varela, da província de Pontevedra, da Galícia – região autônoma da Espanha – também esteve presente no evento. Vice-prefeito do município de Pazos de Borbén, o deputado veio representando o governo da Galícia.

Na ocasião, Taboada lançou os livros “Discursos, Arti-gos e Palestras” e “Proyecto Caramuru Gallego”, este último, escrito por ele e outros quatro autores: Ubaldo Porto, Pedro Galvão, Santiago Campo e Maribel Amoedo.

Um coquetel, promovido pela Casa de Cultura Carolina Taboada, fechou as comemorações da noite.“Me sinto orgulhoso de participar de um evento como esse, pois, esta casa é voltada para o fortalecimento das atividades culturais integradas ao bairro do Rio Vermelho bem como todos os movimentos religiosos e filantrópicos de outros bairros”, destacou Taboada, que é presidente da Casa de Cultura que leva o nome de sua única filha.

O Dia Municipal de Caramuru, foi instituído pela  Lei 7.774, sancionada em 15 de dezembro de 2009, pelo prefeito João Henrique Carneiro. A data também é o Dia do Rio Vermelho e marca calendário festivo da cidade.

 

 

Catharina Paraguassú, matriarca do Brasil

Câmara homenageia índia tupinambá, primeira grande personagem feminina da história brasileira

Maíra do Amaral

O primeiro casal cristão do Brasil, formado pela índia tupinambá Catharina Paraguassú e pelo europeu Diogo Álvares Corrêa – o Caramuru, foi o homenageado da sessão especial da Câmara Municipal de Salvador, na noite de segunda-feira (16), no Plenário Cosme de Farias. Há 500 anos do nascimento da primeira grande personagem feminina da história do Brasil, considerada a matriarca do país, o presidente da Casa Legislativa, vereador Pedro Godinho (PMDB), comandou a solenidade em reconhecimento às duas personalidades marcantes da historiografia baiana e brasileira do século XVI.
A sessão também comemorou a criação da Lei nº 8.272, sancionada em maio deste ano pelo prefeito João Henrique e de autoria de Pedro Godinho. A lei instituiu o 26 de janeiro como Dia Municipal de Catharina Paraguassú.
Para tornar a noite de homenagens completa, foram lançados os livros “Catharina Paraguassú, Matriarca do Brasil” e “Cinco de Outubro, Dia de Caramuru”. A primeira obra é assinada pelo presidente da Academia dos Imortais do Rio Vermelho, Ubaldo Marques Porto Filho, que afirmou ser o Dia Municipal dedicado à índia uma “homenagem perpétua”. O escritor ainda revelou o desejo de ver produzido um livro com os relatos dos primeiros anos de eventos festivos à data, tendo como ponto de partida a solenidade na Câmara.
O livro sobre Caramuru, trabalho conjunto de nove autores e impresso com apoio da Câmara, foi igualmente apresentado por Ubaldo e pelo presidente da Casa. A obra traz um retrospecto das celebrações ocorridas nos dois anos de vigência do Dia Municipal de Caramuru, instituído pela Lei 7.774, sancionada em 2009, com projeto de lei do vereador Pedro Godinho.
Segundo Godinho, a comemoração na segunda-feira, 16 de julho, foi realizada em bom momento: foi em 16 de julho de 1586 que a Igreja de Nossa Senhora da Graça, erguida pela vontade de Catharina Paraguassú, foi doada pela índia à Ordem de São Bento da Bahia.
Por sua devoção, Katherine du Brezil, nome com o qual foi batizada em Saint-Malo, na França, é tida como pioneira na difusão da fé católica no país. Na opinião de Pedro Galvão, presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens da Bahia, Catharina “demonstrou a fibra da mulher brasileira” ao conseguir, enquanto uma selvagem, se adaptar à civilização, vivendo com Caramuru por quase quatro anos na Bretanha.
A descendente em 13ª geração de Caramuru e Catharina, Maria Cecília Pires de Carvalho Albuquerque Pena disse sentir-se orgulhosa pela contribuição de sua família ao Brasil. E agradeceu “por tudo o que tem sido feito pelos nomes de meus antepassados”.

Turismo e educação

Para os interessados em conhecer os lugares e monumentos históricos das regiões relacionadas a Caramuru e Catharina Paraguassú, o empresário Pedro Galvão idealizou um roteiro turístico, cultural, religioso e histórico denominado “Pelos caminhos de Caramuru, Apóstolo Santiago e Catharina Paraguassú”, que engloba cidades em Portugal, Espanha e França. Por não se saber a nacionalidade de Diogo Álvares Corrêa, o roteiro engloba locais ligados ao Caramuru francês, espanhol e português.
Outra iniciativa apresentada na sessão foi o “Projeto Caramuru & Catharina nas escolas”, promovido pela Casa de Cultura Carolina Taboada e destinado a educadores e alunos do ensino fundamental. O projeto terá como unidade piloto a Escola Osvaldo Cruz. Nelson Taboada, presidente da Casa de Cultura Carolina Taboada, explicou que a ação poderá ser estendida à rede municipal de ensino, ao interior baiano e mesmo ao circuito nacional.
Estiveram presentes à mesa da sessão, além de Pedro Godinho, Ubaldo Porto, Nelson Almeida Taboada e Pedro Galvão, o chefe da Casa Civil Geraldo Abbehusen, representando o prefeito de Salvador; Claudelino Miranda, representando o vice-prefeito Edvaldo Brito; o padre Ângelo Lopes; o presidente da Câmara Portuguesa do Comércio no Brasil – Bahia, Antônio Coradinho; o presidente da Associação Cultural Hispano-Galega Caballeros de Santiago, Santiago Campo; o ex-presidente da Associação Comercial da Bahia, Eduardo Morais de Castro; o presidente do Instituto Genealógico da Bahia, Álvaro Carvalho Júnior; o jornalista Nelson Carvalho; e o presidente da Associação Comercial da Bahia, Marcos Fonseca.
Na extensão da mesa, estavam Maria Cecília; Sydney Rezende, presidente do Conselho de Cultura e Turismo do Rio Vermelho; Isa Silva, presidente da Fundação Gregório de Mattos; Bruno Peyrefitte, diretor-geral da Aliança Francesa de Salvador; e Adhemar Brito, presidente da Associação Atlética da Bahia. Acompanhou a solenidade o vereador Sandoval Guimarães (PMDB).

Família Taboada na Bahia (I)

Em primeiro lugar, o meu muito obrigado pela presença de todos, que atendendo aos convites, enviados pela Casa de Cultura Carolina Taboada e pela Academia dos Imortais do Rio Vermelho, vieram prestigiar este evento que entrará aos órgãos da imprensa e, especialmente, aos colunistas sociais e econômicos, pela grande divulgação que deram a este evento.

Hoje, é um dia muito especial, é, um dia que traz muita alegria, para mim, e certamente para os demais membros da Família Taboada, pois é o dia da realização de um sonho.

Hoje é o dia do lançamento do livro que resgata a história de três ramos da Família Taboada, dos, três ramos que, oriundos da Galícia, se fixaram na Bahia, onde alcançaram projeção econômica e social.

Com raízes milenares, fincadas no Vale do Minho, na região espanhola da Galícia, a Família Taboada nasceu onde hoje se encontra a cidade de Taboada, na província de Lugo, donde se espalhou pelas demais regiões da Espanha, por Portugal e por vários países da Europa. Atravessando o Atlântico, diversos membros da família participaram da colonização do Novo Mundo e se ramificaram pelas Américas do Norte, Central e do Sul.

Hoje, o nome Taboada é sinônimo de uma família multinacional, que, participa ativamente do chamado mundo globalizado.

Especificamente na Bahia, a história da Família Taboada começou há 117 anos, em 22 de novembro de 1892, dia da chegada em Salvador de José Taboada Vidal (nascido em Cerdedo), meu avô, que se estabeleceu no balneário do Rio Vermelho, onde construiu a vida profissional e familiar.

Em 1926, desembarcou na capital baiana José Ramón Taboada Dominguez (nascido em Chandrexa de Queixa), pai de Amélia Taboada Gomes da Costa, presente aqui na Mesa. José Ramón também se tornou um empresário vitorioso e chege de um numeroso clã familiar. Depois de ter tido uma passagem pelo Rio Vermelho, a família fixou-se no Matatu de Brotas, formando o núcleo que ficou conhecido como “os Taboada de Brotas“.

Por último, no dia 3 de março de 1961, desembarcou no porto de Salvador Nestor Taboada Rivas, nascido em Cotobade. Sua história é muito parecida com a do meu avô, pois ambos chegaram adolescentes e, com muito trabalho e exemplar dedicação à família, se transformaram em personalidades de destaque na comunidade da Cidade do Salvador.

Com Nestor, presente aqui nesta Mesa, encerrou-se o ciclo histórico dos galegos da nossa família que vieram fazer história e contribuir com o desenvolvimento da Bahia. Nestor, um empresário bem-sucedido no setor dos transportes urbanos de Salvador, é atualmente superintendente administrativo-financeiro do tradicional Hospital Espanhol, erguido pela colônia galega na Bahia. Meu avô, José Taboada Vidal, foi um dos beneméritos deste hospital que hoje se constitui numa referência de excelência na Bahia.

A odisseia completa da Família Taboada na Bahia está contada no livro que aqui está sendo lançado e ofertado aos convidados. Foi escrito por Ubaldo Marques Porto Filho, amigo da família há 50 anos. Ou seja, o escritor possui uma convivência de meio século com a nossa família, desde o patriarca José Taboada Vidal, que conheceu em seus últimos anos de vida, dedicados com grande afinco à construção da atual Igreja Matriz de Sant’Ana do Rio Vermelho.

Nesse dia muito especial, não poderia deixar de homenagear Carolina Soussa Taboada, minha única filha, nascida no dia 25 de março de 2001. Deus, sempre generoso, permitiu que eu Nelson Almeida Taboada e Patrícia Soussa Taboada fôssemos pais de uma maravilhosa menina, última bisneta de José Taboada Vidal, inspiradora da criação da Casa de Cultura Carolina Taboada, e para quem eu queria deixar um registro histórico da nossa família, materializado agora com este grandioso livro. Sem ela, razão maior e única para tudo que está acontecendo, não existiria a Casa de Cultura e nem o patrocínio deste livro.

Agora tenho a honra e o prazer de proceder à entrega do livro “Família Taboada na Bahia” a cada um dos integrantes desta Mesa.

Por último, declaro finalizados os trabalhos desta Mesa e convido os presentes para o início do jantar de congraçamento. Enquanto isso, o Mestre de Cerimônias, senhor Germano Dansiger, irá chamando, por ordem alfabética, para a entrega de seus exemplares, as pessoas com o sobrenome Taboada.

O meu muito obrigado a todos que aqui se encontram e que vieram prestigiar esse evento!

Veja também: Discurso de Nelson Almeida Taboada: Família Taboada na Bahia (I)

Nelson Almeida Taboada recebe medalha na Câmara

O economista e empresário, Nelson de Almeida Taboada, recebeu ontem na Câmara Municipal de Salvador, a medalha Thomé de Sousa, a mais alta honraria concedida, pela câmara.

A solenidade, realizada no plenário Cosme de Farias, que estava lotadíssimo de amigos e admiradores, teve a presença de destacadas autoridades, entre as quais, o Senador César Borges, Senador Mão Santa do Piauí, o Prefeito João Henrique, Ministro do Superior Tribunal de Justiça, Paulo Furtado, Vice-Almirante Arnon Lima Barbosa, Comandante do 2º Distrito Naval, deputado Sérgio Carneiro, Cônsul da Espanha, Vereador Pedro Godinho, autor da projeto de outorga da medalha, e tantas outras, que fizeram questão de prestigiar, o homenageado.

Nelson, é uma figura de destaque no cenário baiano, como empresário, no ramo do agronegócio, controlando fazendas produtoras de soja, algodão, arroz e milho, localizadas na Bahia e no Piauí, e como, benemérito da cultura, é também Presidente da Casa de Cultura Carolina Taboada, que em dois anos de existência, realizou várias obras sociais, no bairro do Rio Vermelho, patrocinou 9 livros, fazendo jús ao instinto de benemerência da família Taboada, que teve papel relevante na edificação da Igreja Matriz de Sant´Ana. Seu avô, José Taboada Vidal, espanhol da Galícia, foi um próspero comerciante de molhados e tecidos no bairro do Rio Vermelho, na primeira metade do século XX, e os negócios tiveram continuidade e expansão, por seu pai, Nelson Taboada de Souza, que veio a ser um destacado industrial, sendo considerado o benemérito da indústria, fora presidente da FIEB, por 6 anos consecutivos, com relevantes serviços prestados ao associativismo e à classe.

Matéria Original do Site Salvador Acontece: Nelson Taboada recebe medalha na Câmara